Adalberto Cardoso, o homem de ferro

Nasceu em Garopaba, Santa Catarina, em 21 de dezembro de 1905. Entrou para a Marinha como grumete e se transferiu para o Rio de Janeiro em 1925, quando começou a praticar atletismo pela Liga de Sports da Marinha. Defendeu a equipe do Encouraçado Minas Gerais. Participou de várias provas no atletismo e se especializou nas provas de longa distância. Em 1932, foi aos Jogos Olímpicos de Los Angeles na prova de 10.000 metros. 

Diante da falta de recursos para pagar a viagem, os atletas receberam sacas de café para vender ao longo do trajeto. Porém, o montante arrecadado não foi suficiente, o que obrigou muitos atletas a permanecerem no navio, que prosseguiu viagem até São Francisco. O critério para desembarque era a chance que o atleta tinha para obter um bom resultado. Adalberto estava entre os que seguiram viagem. Chegando a São Francisco, fugiu da embarcação. Entre corridas e caronas, conseguiu chegar ao local da prova 10 minutos antes de seu início e correu descalço. 

Enquanto corria, sua história era divulgada pelo rádio. Quando completo os 10.000 metros, foi aplaudido de pé pelo público, que lotava as arquibancadas. Parte do público incentivou o atleta gritando: Iron man!" (homem de ferro, em inglês). No dia seguinte, o jornal The Los Angeles Times estampou: "Adalberto Cardoso é um homem de ferro". De volta ao Brasil, conseguiu transferência para Santa Catarina, continuou a competir e chegou a 1º Tenente. Em 1938, foi condecorado pela Marinha com a medalha de bronze. 

Foi várias vezes campeão carioca, brasileiro e sul-americano. Manteve-se ativo em competições até 1946. Morreu em 11 de janeiro de 1972. "Ele estava jogando um dominozinho, não se sentiu bem e teve um infarto" Lembra o filho.

O grande herói está enterrado em Itacurubi, em Florianópolis. Seu túmulo tem uma foto com inúmeras medalhas, uma delas de sua participação em Los Angeles. E é uma das únicas homenagens a ele, que não tem rua, nem praça nem nada em seu nome..".  

Sua história de esforço e coragem serve como inspiração para milhares de atletas que se dedicam ao atletismo e continuamente enfrentam obstáculos pra participar de competições.

Representou o Brasil nos jogos olímpicos de Los Angeles nos Estados Unidos no ano de 1932, na modalidade de atletismo. 


FOTOS


Adalberto Cardoso (E) na chegada dos 10 mil metros nas Olimpíadas de Los Angeles, em 1932
 
Adalberto Cardoso após a prova que o deixou famoso nas olimpíadas de Los Angeles, 1932
 
Adalberto exibe medalhas conquistadas em provas do início da carreira

   

Adalberto Navio Itaquicê que conduziu os atletas brasileiros nas olimpíadas de 1932
Ademir Mendes Cardoso com medalhas conquistadas pelo pai







Comentários

Postar um comentário