Prefeitura promove esterilização de animais que se encontram em situação de abandono


A Prefeitura Municipal de Imbituba, através da Secretaria Municipal de Saúde - Vigilância em Saúde, como medida de prevenção à população em geral e cuidado com o bem-estar animal, deu início, no mês de janeiro, às castrações públicas de animais abandonados. A meta é promover a esterilização de 400 animais que se encontram em situação de abandono até o final do ano.

O prefeito de Imbituba, Rosenvaldo da Silva Júnior, acredita que o projeto em um primeiro momento, com a esterilização de cães e gatos em situação de abandono, tornará menos grave a superpopulação desses animais de rua, que vivem sem qualquer cuidado ou destino.

“Com o controle populacional de animais abandonados, além de ser um ato de carinho e cuidado com os animais errantes, também é uma questão de saúde pública. Através da esterilização de animais abandonados poderemos promover um melhor controle das zoonoses e garantir uma existência digna para estes animais”, declara o prefeito que acompanha de perto os trabalhos que veem sendo realizados pelos médicos veterinários.

Segundo a diretora de Vigilância em Saúde, Camila Pires Fermino, vencida essa primeira etapa, em seguida, as castrações serão estendidas aos animais de pessoas de baixa renda.

Estatísticas

A perspectiva nacional de abandono de animais assusta. A Organização Mundial da Saúde (OMS) calcula que no Brasil existem mais de 30 milhões de animais nas ruas das cidades. Destes, 20 milhões são cachorros. Nos grandes centros, a estimativa da OMS é de que para cada cinco moradores, haja um cão, e 10% destes animais estão abandonados.

Em Imbituba, o último censo realizado em 2012, contabilizou cerca de 20 mil animais, sem estimativa certa de qual percentual estaria em situação de abandono.

“Um dos grandes e recorrentes problemas nas cidades é a presença de animais abandonados, perdidos ou mesmo que vivem nas ruas, sujeitos a todo risco de doenças, acidentes e maus tratos. A Secretaria de Saúde, através da Vigilância em Saúde, está empenhada em amenizar esse problema, primeiro cuidando dos animais de rua, depois dando opção às pessoas que tenham animais de estimação e que não possam pagar pela cirurgia e em um terceiro momento, criando um centro municipal onde os animais possam ser atendidos e tratados”, finaliza o prefeito Rosenvaldo Jr.

Centro de Controle de Zoonoses

Outro objetivo a ser alcançado pela Prefeitura Municipal de Saúde é a construção de um Centro de Controle de Zoonoses e Bem-Estar Animal, no qual ocorrerão atendimentos básicos aos animais de pessoas de baixa renda e aos animais abandonados. No Centro de Zoonoses, os animais receberão atendimento veterinário e serão vermifugados, vacinados e chipados, para futura identificação e controle populacional. Também faz parte do projeto a disponibilização de local para apreensão de animais de grande porte, soltos no município, como gados e cavalos.

O projeto será desenvolvido em apoio ao trabalho já prestado pelos Protetores de Animais do Município de Imbituba, que há anos dedicam seu tempo para garantir o bem-estar da população animal e conta com a parceria da Secretaria de Saúde, Secretaria de Meio Ambiente, Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Secretaria de Obras, esta última, através da Diretoria Municipal de Trânsito - Demutran.

Comentários