Vasectomia de graça em Imbituba


O procedimento cirúrgico é realizado na Policlínica Municipal, por meio Sistema Único de Saúde (SUS).

A partir de agora, os homens, moradores de Imbituba, que não querem mais ter filhos, podem procurar as Unidades de Saúde dos bairros, para fazer um cadastramento e entrar na fila de espera por uma cirurgia de vasectomia.

O procedimento, realizado na Policlínica Municipal, é feito de graça. Por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), os pacientes inscritos têm acesso ao serviço ambulatorial. 

Mas, antes da cirurgia, os homens interessados precisam passar por uma consulta de rotina. Só após a triagem, eles serão encaminhados ao urologista.

“Hoje a gente sabe da importância do controle de natalidade, não só em nosso município, mas em todo o país. Imbituba sempre teve uma demanda grande para isso, que nunca foi atendida. O nosso hospital, por razões religiosas, não aceita fazer vasectomias ou laqueaduras. Mas hoje, a gente consegue fazer pelo SUS na nossa Policlínica”, ressaltou Rosenvaldo Júnior, prefeito de Imbituba.

E é nas Unidades de Saúde onde será montado um processo com o histórico do paciente. Para o documento, são necessárias fotocópias da Carteira de Identidade (CI), do Cartão Nacional de Saúde (CNS), do comprovante de residência e do cartão da família.

A documentação deverá ser encaminhada à policlínica para a enfermeira responsável ou, na ausência da profissional, poderá ser entregue na recepção da unidade de saúde. O encaminhamento dos documento poderá ser feito pelo próprio paciente ou pelos familiares.

O contato com os pacientes é feito por telefone. Caso o interessado na cirurgia não seja encontrado, os profissionais de saúde entrarão em contato com a Estratégia de Saúde da Família (ESF).

“É uma grande conquista. A gente acredita que, em até 3 meses, o município consiga atender todos os pacientes que estão na fila de espera por uma cirurgia de vasectomia”, destacou o prefeito.

Será realizada uma cirurgia de vasectomia por semana. O médico responsável pelo procedimento é o urologista Diego Neves Carvalho.

ASCOM/PMI

Comentários