Imbituba limpa: projeto pretende intensificar a separação correta do lixo


O slogan da campanha indica bem o que os organizadores pretendem. O projeto “Imbituba Limpa”, criado pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), em parceria com a Diretoria de Resíduos Sólidos e a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), quer desenvolver uma cultura ambiental na cidade.

A partir de 1ª de agosto, os caminhões da empresa que recolhe o lixo em Imbituba, tanto o orgânico quanto o reciclável, vão estar devidamente caracterizados, com um plotagem nova e intuitiva. A intenção é, justamente, chamar a atenção da comunidade para a destinação correta dos resíduos.

Hoje, o município de Imbituba produz, por mês, 1000 toneladas de lixo. Parte disso, cerca de 28 toneladas, é devidamente separada e reciclada. Mas a maioria dos resíduos ainda precisa de uma destinação correta. Só que esse alcance depende, justamente, da conscientização de quem produz o lixo.

 “O objetivo da campanha é incentivar e conscientizar a importância da separação do lixo para o meio ambiente. Se isso for feito corretamente, a cooperativa que beneficia os resíduos conseguirá dar o destino correto ao material recolhido e ainda gerar renda para os cooperados”, informou o diretor do Departamento de Resíduos, olivar Francisco Filho.

O próximo passo da campanha é levar o assunto até as escolas e debater com os alunos o tema. “Esse projeto de educação ambiental na rede municipal de ensino pretende fomentar a separação do lixo. A educação ambiental nas escolas vai integrar a comunidade no destino correto do lixo”, ratificou o diretor.

Comentários