Imbituba: Município trabalha a situação dos moradores de rua


Desde novembro do ano passado, as secretarias da Prefeitura de Imbituba têm trabalhado, em parceria com as polícias, Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Hospital São Camilo e Cáritas, na aplicação do protocolo de atendimento das pessoas em situação de rua.

Esse protocolo dá ao poder público e aos órgãos parceiros, o direcionamento mais adequado sobre o serviço que deverá ser prestado em Imbituba. Se há perturbação da ordem, as polícias devem ser acionadas. Se o problema é social, a assistência deve ser contatada e, assim, sucessivamente.

“Nós da assistência fazemos a abordagem social. Nossas equipes vão aos locais onde as pessoas estão e identificam cada caso. O nosso objetivo é tentar compreender a história das pessoas que vivem em situação de rua. Quando possível, nós as aproximamos das famílias e fazemos o encaminhamento ao município de origem”, disse a Secretária de Assistência Social, Trabalho e Habitação, Rosiane da Silva Costa.

A abordagem é feita pelo Centro de Referência Especializada em Assistência Social (CREAS). Em algumas situações, dependendo da demanda, a pessoa em situação de rua pode ser incluída no CAD Único ou encaminhada para as secretarias de Saúde, Educação e para o Serviço Social do município.

A Prefeitura de Imbituba tem, ainda, trabalhado junto a Cáritas, na implantação de uma Casa de Apoio à Pessoa em Situação de Rua. Nesse local, ainda em fase de estudos, o morador de rua poderá tomar banho, se alimentar e, ainda, receber o atendimento necessário, de acordo com a exigência de cada situação.

Comentários