Como a hora da refeição pode transformar seu estado de espírito

Fazer refeições com a família e os amigos proporciona benefícios além daqueles presentes na comida.

Se estiver se alimentando para envelhecer bem, talvez queira ir além dos nutrientes. Comer pode estabelecer uma ligação entre a família e os amigos. Na verdade, a palavra “companhia” tem origem latina e significa “com” (cum) e “pão” (panis). Partir o pão com os outros é uma ocasião para conversar, uma experiência social, fonte de prazer e uma oportunidade para relaxar.

Coma em companhia

No entanto, para muitos, o ritmo frenético da vida dificulta os planos de se comer junto com alguém. Para outros, o isolamento significa que, em geral, eles fazem as refeições sozinhos. A solidão é um fator de risco para a nutrição deficiente.
Estudos mostram que os mais velhos que moram sozinhos são mais propensos a pular refeições e têm uma dieta com uma qualidade mais precária. Por outro lado, casais que moram juntos têm uma vantagem extra na saúde: em geral, têm uma dieta melhor do que aqueles que cozinham para um só.
Não importa a sua situação, tente aproveitar o máximo do tempo das refeições. Se morar sozinho, faça um esforço para, na maioria dos dias da semana, colocar a mesa e cozinhar uma refeição adequada. Faça planos de lanches com um amigo ou forme um clube do jantar e convide de vez em quando um ou dois amigos para um jantar informal à noite. Não só a amizade será nutrida, mas o corpo também irá se beneficiar.

Reconsidere o papel da comida

A maioria de nós tem hábitos e preconceitos profundamente enraizados com relação à comida e algumas dessas crenças são difíceis de serem modificadas. Pergunte a si mesmo o seguinte:
  • Será que estou comendo por hábito?
  • A comida está servindo de consolo para as minhas inseguranças e frustrações?
  • Devoro a comida sem pensar, sem nem perceber o gosto?

Se você respondeu sim a uma das perguntas acima, então talvez deva reconsiderar o papel da comida no seu cotidiano. Não se concentre apenas nos alimentos certos, mas também nos motivos certos para comer; nutrição, saúde, o ritual e, é claro, diversão. Um pacote de batata chips parece um bom remédio para um dia pesado, mas faça uma caminhada e depois sente-se para fazer uma refeição com quem você ama.

Arrume a mesa como se fosse ter companhia para o jantar. Flores e uma mesa colorida ajudam a fazer do momento das refeições uma minicelebração.

É claro que todos nós comemos na correria de vez em quando e que o jantar ocasional frente à TV pode ser uma delícia. Mas, fazer da refeição rápida e sem prazer um hábito acarretará a perda das profundas alegrias da vida à mesa e que fazem bem à saúde.

Celebre a comida

Curtir a comida é quase tão importante quanto os nutrientes que ela contém. Eis algumas ideias para tornar a mesa um local agradável.
  • Agradeça – Comece a refeição com um brinde, algo que simbolize a sua gratidão pela companhia e pela comida.
  • Aprecie o sabor da comida – Dedique um tempo para pensar sobre os sabores, as cores e as texturas da refeição.
  • Converse – O momento das refeições serve para compartilhar experiências positivas que tivemos ao longo do dia. Deixe as reclamações e as controvérsias para outra hora.
  • Desligue a TV e deixe celulares e laptops de lado.
  • Coma de acordo com as estações – Curtir produtos sazonais pode tornar a refeição mais significativa, ligando o prato ao lugar em que se vive. Visite feiras de orgânicos – uma boa forma de, ao mesmo tempo, se relacionar com a comunidade.

Faça essa experiência e transforme-a em um hábito. Com o tempo perceberá que a hora da refeição se tornará o momento mais esperado e feliz do dia.



Comentários