Tribunal de Contas de SC em Garopaba


Com os objetivos de reconhecer e de dar visibilidade nacional a redes de ensino que estão realizando um trabalho de destaque e identificar e documentar as práticas de gestão e de acompanhamento pedagógico e administrativo que estão dando certo para que possam servir de inspiração nasceu o “Educação que Faz a Diferença”.

O projeto é desenvolvido através de parceria entre o Tribunal de Contas da União, os Tribunais de Contas dos Estados, o Instituto Rui Barbosa (IRB), associação civil de estudos e pesquisas dos Tribunais de Contas do Brasil, e o Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (IEDE). E um dos trabalhos selecionados para ser conhecido e multiplicado é o da rede municipal de Garopaba/SC.

Os técnicos do TCE estão desde ontem (20), no município para uma série de entrevistas na Secretaria Municipal de Educação e nas escolas E. M. E. F. Norberto José Floriano da Silva, no bairro Encantada e o Centro Educacional de Ibiraquera, bairro Grama.

Na Secretaria Municipal de Educação foi entrevistada a secretária Maria Nadir de Araújo Souza e outros profissionais que atuam no desenvolvimento das políticas do setor, iniciativas e projetos educacionais. Nas escolas, selecionadas pelos gestores do “Educação que Faz a Diferença”, estão sendo entrevistados diretores, coordenadores, alunos, pais e professores do 5º e 9º anos.

Esse é mais um reconhecimento dos avanços alcançados pela educação garopabense, que tem médias acima das nacionais em exames como a Prova Brasil e o Ideb.  A cidade de Garopaba alcançou a nota 7.2, à melhor pontuação entre as 22 cidades que fazem parte da Granfpolis, na frente inclusive da capital Florianópolis (6.2). A média do Estado de Santa Catarina foi de 6.0, e a média nacional foi de 5.5.

Essas visitas não constituem um procedimento de auditoria. São apenas para coletar informações, dados e documentos que demonstrem as boas práticas de gestão da rede municipal, mediante entrevistas e observação em salas de aula e do ambiente escolar com o objetivo de disseminá-las nacionalmente. As boas práticas identificadas constarão de um relatório final do estudo, com ampla divulgação.
ASCOM/PMG

Comentários