Saiba a diferença de ciclovia, ciclofaixa e ciclorrota


Em Imbituba e em todo o mundo, é cada vez maior o número de pessoas que usam bicicleta, seja para a prática de esporte ou para o trabalho. Esse crescimento, pressiona as autoridades do município a repensar a questão da mobilidade em nossa cidade.  

Recentemente foi pavimentado o acesso norte da cidade e para surpresa de todos, os ciclistas e pedestre ficaram de fora do projeto. 

Um acidente na rodovia, que levou a morte de um cidadão que trafegava de bicicleta, deixou os ciclistas e a população revoltados, e com isso fortaleceu o movimento pela criação de ciclovia ou ciclofaixa.

Foram realizadas reuniões com o poder público, no sentido de viabilizar a construção de uma ciclovia ou ciclofaixa na Rodovia Marieta Konder Bornhausen, acesso norte do município.

E falando em ciclovia e ciclofaixa, voce sabe qual a diferença entre elas?

No mundo todo, com a popularização do uso de bicicletas como meio de transporte nas cidades, foram fixados tipos de vias próprias à circulação de quem pedala.

No Brasil, a ciclovia e a ciclofaixa estão previstas no Código Brasileiro de Trânsito como estruturas exclusivas para bicicletas. E ainda há a ciclorrota.

Ciclovia:


É um espaço separado fisicamente para o tráfego de bicicletas.
É o modo mais seguro, porque há um isolamento impedindo o contato com os demais veículos.

Essa separação pode ser através de meio fio, grade, muretas, blocos de concreto ou outros tipos de isolamento fixo. 

Esse tipo de segregação é encontrado em avenidas e vias expressas pois protege o ciclista do rápido e intenso trânsito.

Ciclofaixa:


Esse tipo de separação não é físico. Aqui ela é feita apenas com uma faixa pintada no chão, tendo no máximo “olhos de gato” ou “tartarugas”.

Está é indicada para locais onde o trânsito é calmo e é mais barata que a ciclovia, pois usa a própria estrutura da estrada. 

Ciclorrota:


É uma das mais novas opções para os ciclistas. Ela consiste num caminho que pode ou não ser sinalizado que represente uma determinada rota de melhor acesso ao destino onde o ciclista deseja ir.

Não é nem uma faixa pintada no chão, nem um trecho da via separado para tal, embora parte ou toda a rota possa passar por ciclovias ou faixas.

Enfim, todos esses são meios para maior segurança e comodidade dos ciclistas de nossas metrópole.

Comentários