Quais os melhores tipos de temperos e como consumi-los


Um dos segredos da boa culinária
 está na utilização correta dos temperos. Os temperos, ervas e especiarias sempre foram valorizados ao longo da história, tanto pelas propriedades alimentícias quanto pelas medicinais. Usá-los é uma ótima forma de acrescentar ou realçar o sabor de alimentos sem adicionar sal ou gordura. Além disso, há alguns tipos de temperos que ajudam na digestão.

Mas quais as melhores especiarias e como utilizá-los? Selecionamos os 10 temperos essenciais, que são facilmente encontrados nos mercados brasileiros, e damos algumas dicas de como consumi-los no dia a dia.


1. Açafrão

Nildanet/iStock


O açafrão é o estigma seco de uma erva de floração violácea. São necessárias 1.500 flores para produzir 1 g de açafrão, o que explica por que o tempero verdadeiro é tão caro. Felizmente, alguns poucos fiapos são suficientes para dar sabor e colorir a maioria dos pratos, como risoto, paella, bolos e biscoitos.


Benefícios do açafrão para a dieta e a saúde e como incluir no cardápio

  • Reduz a inflamação no organismo. Usada na culinária indiana, o extrato de cúrcuma (ou açafrão-da-terra) é um tempero com propriedades anti-inflamatórias.
  • Protege o coração.
  • Diminui o risco de câncer.
  • Evita o diabetes.

2. Canela

dziewul/iStock


O sabor característico da canela é conhecido por “quebrar” o doce e deixá-lo menos enjoativo. Polvilhe canela em pó em frutas fervidas, canjicas e mingaus. Além disso, você pode utilizar a canela para preparar uma bebida descongestionante quando estiver resfriado. Basta despejar água quente sobre canela em pau e adoçar com mel.


Benefícios da canela

A canela possui uma série de benefícios. Ela ajuda a prevenir o combate a diabetes, controlando os níveis de açúcar no sangue e aumentando a sensibilidade à insulina.

Estudos apontam que a canela ajuda a diminuir o colesterol total e o ruim, LDL, e também os níveis de triglicérides.

3. Cravo

dziewul/iStock


Além de dar um sabor ativo e quente a pratos doces, como a canjica, o arroz doce e o doce de abóbora, o cravo é usado por suas propriedades antissépticas e analgésicas. Se você estiver com dor de dente, mascar cravo ou friccionar algumas gotas de óleo de cravo em volta da área afetada ajudará a diminuir a dor.

Benefícios do cravo

  • Fonte de nutrientes
  • Rico em antioxidantes
  • Proteção contra o câncer
  • Pode matar as bactérias
  • Pode melhorar a saúde do fígado
  • Pode ajudar a regular o açúcar no sangue
  • Melhora a saúde óssea
  • Pode reduzir úlceras no estômago

4. Pimenta-do-reino

Tim UR/iStock


Talvez a pimenta mais utilizada nas cozinhas do mundo inteiro, a pimenta-do-reino é uma pimenta moída que pode ser utilizada em diversos pratos, de carnes e aves até molhos, desde que não em excesso.


Benefícios da pimenta-do-reino

A pimenta-do-reino nos ajuda a digerir alimentos reduzindo gases, azia e prisão de ventre, pois estimula enzimas digestivas. Além disso, a pimenta contém uma substância chamada piperina que aumenta a absorção de vários nutrientes, incluindo vitaminas.

5. Pimenta-malagueta

nitrub/iStock


Esta pimenta pertence à mesma família dos pimentões vermelhos e verdes. Há centenas de diferentes variedades de pimenta, variando de suave a muito picante. Elas contêm vitamina C, mas raramente são ingeridas em quantidade suficiente para proporcionar quantidades significativas. Dê um toque ao seu molho misturando uma pimenta-malagueta fresca e bem picadinha.


Benefícios da pimenta malagueta

As pimentas são benéficas para o organismo porque possuem atividades antimicrobiana, anti-inflamatória, anticancerígena, melhoram a digestão, diminuem os níveis de colesterol e, por ter efeito termogênico, ou seja, acelerar o metabolismo, ajudam a emagrecer.

6. Cominho


Um dos temperos mais antigos da lista, o cominho é conhecido desde o Egito Antigo, e utilizado para melhorar a digestão. Assim como a pimenta-do-reino, é um tempero super versátil, que pode ser utilizado para aromatizar e trazer sabor a diversos pratos, mas em pouca quantidade. O cominho combina bastante com pratos à base de ovos e queijos, legumes e carnes. Em países como a Turquia, também é utilizado na preparação de licores.


Benefícios do cominho

Cominho serve para dar sabor aos pratos e ainda proporciona imperdíveis benefícios à saúde. O cominho é uma semente utilizada como especiaria e nasce no vegetal chamado cientificamente de Cuminum cyminum, pertencente à família Apiaceae. Além disso, o cominho tem sido usado há muito tempo na medicina tradicional.

7. Noz-moscada

rostovtsevayulia/iStock


Apesar do nome, a noz-moscada não tem nada a vez com as nozes. Essa especiaria vem de uma árvore chamada Moscadeira e é um tempero que não pode faltar na cozinha, pois combina com pratos salgados, doces e até bebidas.

Molho branco, guisados, risotos, tortas, creme de ovos e cappuccino são apenas alguns exemplos de pratos onde a noz-moscada é bem-vinda.


Benefícios da noz-moscada

Devido às suas propriedades medicinais, o chá de noz-moscada é indicado para tratar diversas condições de saúde, dentre as quais estão as seguintes: Cólicas intestinais e de estômago; asma; arrotos; soluços; flatulências; fraqueza de estômago; dores reumáticas; inflamações..

8. Alecrim

zeleno/iStock


O uso do alecrim, uma erva aromática, é recomendado em pratos de cozimento longo, como sopas, carnes e batatas assadas, guisados e cozidos. Além disso, vai bem em preparos de pães como a focaccia.

Além de agregar sabor e aroma nos pratos, o alecrim também é muito utilizado no tratamento de problemas digestivos e de memória e na aromaterapia.


Benefícios do alecrim

O alecrim é rico em minerais como o potássio, cálcio, sódio, magnésio e fósforo. A ingestão dessas vitaminas e minerais favorece a perda de peso por ter ação diurética. O chá do alecrim é digestivo e sudorífero, o que faz aliviar os sintomas da má digestão. Além disso, auxilia na limpeza do fígado.


.



Comentários